Quinta Feira, 21 de Junho de 2018
Ibema valoriza cidadania gerando empregos

Município de pequeno porte do Oeste do Paraná, faz a sua parte e vira modelo de como questões públicas devem ser tratadas com eficiência.

 Administrador
 26/07/2017|20:43:11
 Ação Social

Além de gerir o dinheiro público com probidade, competência e resultados, os governos brasileiros precisam olhar e investir com mais atenção em ações de valorização ética e moral. Ibema, município de pequeno porte do Oeste do Paraná, faz a sua parte e vira modelo de como questões públicas devem ser tratadas com eficiência e de como a administração municipal pode, de forma proativa, contribuir para avanços gerais em sua comunidade. Esse é o objetivo central do projeto de Cidadania Plena, lançado no início do atual mandato pelo prefeito Adelar Arrosi (PSDB).

Ao mesmo tempo em que trata as pessoas com respeito e atenção, o governo municipal desenvolve ações no campo profissional. Por meio de aperfeiçoamentos, parcerias e intensificação de ações da Agência de Empregos, em sintonia com a Secretaria de Bem-Estar Social, Cras, Creas e Cadastro Único, Ibema consegue gerar novos postos de trabalho com carteira assinada. “Estamos na contramão de boa parte dos municípios brasileiros que, sentindo os efeitos de uma grave crise política e econômica, percebem o encolhimento de seus indicadores. Aqui, estamos alcançando o oposto”, comenta o prefeito Adelar Arrosi.

Do início de janeiro até o último dia 25 de julho, o município abriu 323 novos empregos formais a moradores locais. O salário médio é de R$ 1.450 mensais, que somados chegam então à cifra de R$ 468,5 mil, que a cada 30 dias são injetados na economia do município. “Esse é um dado surpreendente, que mostra o acerto de nossa política econômica e social e que, além de dignidade a muitas famílias que voltam a ter renda, adiciona recursos, negócios e ânimo novo no comércio”, conforme Adelar Arrosi. Os dados foram apresentados pelo prefeito em recente encontro com profissionais e líderes.

 

Cursos

A oferta de cursos e o estímulo à produção mostram às pessoas que elas são capazes e que seus talentos são valorizados. Entre os treinamentos já oferecidos e em andamento estão os de azulejista e eletricidade predial. Em parceria com o Senai será ofertado em breve o de eletricista automotivo e em conjunto com o Senac estão previstos, para outubro, capacitações nas áreas de técnicas de vendas, auxiliar de cozinha, panifício e aproveitamento de alimentos.

Ao mesmo tempo em que crescem os números de empregos com carteira assinada, Ibema experimenta outro fenômeno importante, a redução no número de inscritos no Bolsa Família. “Com trabalho e renda, pessoas deixam de depender de ajudas assistenciais do governo”, conforme Adelar Arrosi. No início deste ano, eram 498 as inscritas no programa Bolsa Família no município e hoje elas somam 446, queda de 52. Das 446 ainda contempladas, 129 estão com seus cadastros bloqueados devido a terem alguns de seus membros em processo de migração para o mercado de trabalho com carteira assinada.

O prefeito Adelar Arrosi considera esse tipo de ação reflexo de um governo sério, técnico e planejado. “É uma tarefa difícil, que poucos decidem enfrentar. É muito mais fácil manter os miseráveis na miséria do que promover mudanças pelo trabalho, pela valorização, pela dignidade e pela cidadania. Entendo que essa postura, que já desperta interesse em outros municípios, será uma das mais vigorosas e importantes heranças que meu governo deixará à atual e às próximas gerações de Ibema”.