Quarta Feira, 25 de Abril de 2018
Saúde pública

Ibema acaba com filas e dá agilidade a atendimentos

 Administrador
 03/02/2018|20:51:33
 Saúde

A eficiência e a resolutividade são dois dos termos mais conjugados pela administração do prefeito Adelar Arrosi (PSDB) na área da saúde pública em Ibema. Um dos primeiros e mais difíceis desafios que o gestor assumiu neste início de terceiro mandato foi entender os problemas do setor e adotar medidas que pudessem, de forma rápida e bem-sucedida, promover mudanças que fossem sentidas de maneira intensa pelos usuários. E os resultados, mesmo que as novidades tenham apenas cerca de um ano, já são considerados muito bons.

Os benefícios são inúmeros, de acordo com Adelar Arrosi, mas há dois que merecem referência: o fim das filas e o combate à lentidão nos atendimentos. A mudança foi possível a partir de um sistema de trabalho simples e eficiente, em que o prefeito encontrou suporte para colocar seu a plano em pratica a partir do inicio da função de secretario de saúde do Rodigo Cassanelli, leal ao interesse publico, cumpridor de tarefas com pontualidade e zelo.

Então o prefeito colocou em prática um plano que persegui desde o inicio dessa gestão, o atendimento por demanda, que disciplina a triagem e organiza os trabalhos na saúde de forma prática e objetiva. “Demos um enorme salto em uma área indispensável para o sucesso de qualquer administração”, diz Adelar Arrosi, animado com a aprovação ao sistema demonstrada pela comunidade.

Exames

No período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2017 o número de exames ofertados cresceu de 13.704 para 16.319. Com o modelo antigo, pessoas chegavam a perder o agendamento por falta de aviso, o que gerava transtornos e prejuízos. Agora, há um profissional especialmente destacado para comunicar os pacientes sobre o dia e horário do exame. No caso de a pessoa, por um problema ou outro, desistir o seguinte é colocado no lugar. Assim ocorre a potencialização de resultados em um segmento que deve funcionar com precisão. Apenas nas primeiras semanas de 2018, o Hospital Municipal já realizou dez partos.

Mais de 35 encaminhamentos de cirurgias eletivas foram feitos nos últimos quatro meses e, além de avanços nos atendimentos, a administração pública investe em novos materiais e equipamentos. “Há casos de alguns itens que eram reivindicados há mais de cinco anos”, lembra Adelar Arrosi. Com o novo sistema de saúde implantado em Ibema, ocorrerem ações para evitar excessos que custam caro.

Em 2017 foram identificados casos de pacientes que chegaram a se consultar 35 vezes no ano. Para entender e reduzir esses índices absurdo e injustificável, profissionais da área da Estratégia da Saúde da Família estão se deslocando até as residências para conversar e orientar os usuários. “O uso racional e responsável deve ser praticado por

todos, para que todos possam ser devidamente alcançados por serviços públicos ágeis e de qualidade”, conforme Adelar Arrosi.