Quinta Feira, 24 de Maio de 2018
Ibema estimula diversificação e avanços na agricultura familiar

Agricultura familiar responde com força pela economia, empregos e geração de riquezas.

 Administrador
 02/03/2018|00:52:07
 Agricultura

Mesmo com a força e a pujança do agronegócio brasileiro, as pequenas propriedades rurais seguem como grande maioria nas principais regiões produtoras nacionais. Exemplo disso é o que ocorre no Oeste do Paraná e em municípios como Ibema, onde a agricultura familiar responde com força pela economia, empregos e geração de riquezas – o agronegócio costuma apresentar retorno mais contundente em médias e grandes propriedades.

Atento a isso, o prefeito Adelar Arrosi garante estímulos e incentivos que incrementem ainda mais os números nas menores.

Os resultados aparecem de várias formas, conforme o gestor público, que também é agricultor. Com o fortalecimento dos indicadores rurais, principalmente da agricultura familiar que responde por mais de 70% da economia primária de Ibema, há redução praticamente a zero do êxodo rural, incentivo à permanência de filhos de agricultores no campo e a diversificação dos itens da balança comercial local.

“Em vez de dois ou três, a diversidade faz com que um leque maior de produtos amplie possibilidades no município, com ganhos às famílias e ao município”, ressalta Adelar Arrosi.

Ao incentivar aos agricultores para o cultivo de novas culturas, com apoio de técnicos da pasta de agricultura e Instituto Emater, Ibema alcança outra situação interessante, observa o prefeito.

“Aos poucos, percebe-se que diversificar passa a virar um hábito, uma mentalidade entre os agricultores locais, principalmente daqueles que são donos de áreas de até 50 hectares”. E não há segredo, conforme Adelar Arrosi: “É possível sim, com informação, trabalho e incentivos na medida certa, trabalhar a propriedade rural de forma mais ampla, aproveitando todos os potenciais, recursos e resultados que ela pode garantir. E o resultado tem sido dos melhores, em alguns casos surpreendentes”.

Culturas

O técnico Ricardo Crispin cita o alho como uma das alternativas que apresentam bons resultados. Dezesseis agricultores se integraram na primeira fase e perceberam que, da forma correta, culturas pouco comuns no município podem apresentar resultados financeiros vantajosos. Outras atividades estão em curso, como a produção de orquídeas e de mel.

Uma das produtoras, Alais Pinheiro, conta com uma estufa onde estão cultivadas cinco mil mudas de orquídeas, flor bastante procurada e valorizada pelos consumidores. E a expectativa é que, com conhecimento, informação e lucro, outras culturas sejam gradualmente implantadas no município.

O prefeito Adelar Arrosi informa que sua gestão é e será parceira de programas que incentivem o trabalho, a pesquisa, o conhecimento e o resultado. “Tudo isso faz parte de uma política de progresso, que valoriza as pessoas, o saber e o desenvolvimento social e econômico.

Estamos muito satisfeitos com o retorno alcançado até agora. Nossa equipe e os produtores demonstram que, com respeito, planejamento e dedicação, é possível transformar as pequenas propriedades rurais em bons exemplos de sucesso financeiro e de qualidade de vida”, ressalta o prefeito, animado com as mudanças que Ibema e sua comunidade experimentam desde janeiro do ano passado, quando começou a sua terceira gestão como prefeito do município.



Confira imagem(ns).