Ibema - Resiliente

Quinta Feira, 16 de Agosto de 2018
Com trabalho e cidadania, Ibema vence as carências na área social

Um trabalho determinado e bem planejado, que teve início nos primeiros dias da atual gestão em janeiro do ano passado já apresenta bons resultados.

 Administrador
 22/02/2018|23:54:38
 Ação Social

Um trabalho determinado e bem planejado, que teve início nos primeiros dias da atual gestão em janeiro do ano passado, já apresenta bons resultados na área de ação social de Ibema. “E com o trabalho dedicado e responsável de todos, eles serão ainda maiores e melhores”, garante o prefeito Adelar Arrosi (PSDB).

Uma avaliação acaba de ser feita pelo gestor em reunião com a equipe da pasta e a avaliação é das mais positivas e animadoras.

A principal constatação alcançada até agora, conforme Adelar Arrosi, é de que as carências, as mais diversas, têm sido consideravelmente reduzidas nos últimos 14 meses em Ibema.

“Nosso foco é a inclusão contínua, um trunfo que faz muito bem às pessoas, famílias e município”, de acordo com o prefeito. Um dado melhora a compreensão do contexto: em janeiro, Ibema tinha 498 beneficiários do Bolsa Família e esse número já foi reduzido para 455, de acordo com os critérios do programa, paliativo, emergencial.

A diminuição aconteceu com qualidade, fazendo com que pessoas em idade de produção ativa sejam colocadas no mercado de trabalho, com qualificação e carteira assinada. “Em vez de uma ajuda mensal, agora elas têm salário e muitos direitos assegurados”.

Adelar Arrosi ressalta que 498 trabalhadores foram inseridos no mercado de trabalho com registro na CT apenas em 2017. “São pessoas que recuperaram a sua dignidade e cidadania com inclusão”, qualificação com curso profissionalizante do Senai e Sanac, contratados pelo município.

A meta é chegar em 2020 com apenas 130 famílias integradas ao programa paliativo, emergencial federal. Onde ha força de trabalho vamos buscar, motivar, despertar a ambição psicológica, qualificar e incluir, "simples assim", diz o prefeito.

O mês de fevereiro de 2018 nem terminou e a administração pública de Ibema, através da Agência do Trabalhador, já abriu 40 novos postos de trabalho com carteira assinada. Outros 44, conforme Adelar Arrosi, foram encaminhados para vagas sinalizadas por empresas locais e da região, que atuam nos mais variados ramos e são de todos os portes, com demanda de mão de obra.

Há alguns limitadores para conseguir recolocação para certas pessoas, percebem estudos da Agência do Trabalhador. São aquelas que costumam trocar de emprego com freqüência e que têm elevado número de filhos, indicadores que desclassificam o candidato na hora da entrevista.