Domingo, 08 de Dezembro de 2019
Oficinas despertam habilidades e estimulam socialização em Ibema

Investir em educação de qualidade e na formação de cidadãos conscientes, preparados para o trabalho e para a vida.

 Administrador
 15/10/2019|00:41:15
 Educação

Investir em educação de qualidade e na formação de cidadãos conscientes, preparados para o trabalho e para a vida e participativos na comunidade é uma das ações prioritárias do governo de Adelar Arrosi em Ibema.

Ao mesmo tempo em que investe em avanços no ensino público, Adelar Arrosi cria instrumentos para valorizar ao máximo o tempo de crianças e de adolescentes. O Setor Inclusão Social, que agrega também a Secretaria Municipal de Bem-Estar Social, são desenvolvidas oficinas que atualmente contam com a participação de 355 inscritos.

Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social participam de oficinas de ballet, informática, música e capoeira. O projeto é desenvolvido pelo Serviço de Proteção Básica, de Convivência de Fortalecimento e Vínculos. Estão matriculados na oficina de ballet 67 crianças e adolescentes, na de informática 84, na de música 68 e na de capoeira 136.

Estão em processo de licitação as oficinas de teatro e dança, que abrirão vagas para mais 160 participantes – além de crianças e adolescentes, haverá espaço também para jovens. As matrículas estão abertas e os interessados devem garantir a sua inscrição na Inclusão Social.

Os pais devem comparecer no local portando o RG da criança ou do responsável. De acordo com Adelar Arrosi, a finalidade das oficinas é propiciar vivências que valorizem as experiências de vida e que estimulem e potencializem o desenvolvimento da autonomia.

As oficinas possibilitam acesso a manifestações artísticas, culturais, esportivas e de lazer e contribuem para o desenvolvimento de novas habilidades e sociabilidades. Elas também são instrumento para despertar potencialidades e capacidades para novos projetos de vida. Fortalecem a função protetiva da família e previnem a ruptura de vínculos familiares e comunitários, assegurando espaços de convívio familiar e comunitário.

Referência

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo tem o acompanhamento da equipe de referência (assistente social, psicóloga e coordenadora). Tem caráter preventivo e proativo, sempre pautado na defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades e potencialidades dos usuários de olho no alcance de alternativas emancipatórias para o enfrentamento das vulnerabilidades sociais. É ofertado de modo a garantir as seguranças de acolhida e de convívio familiar e comunitário, além de estimular o desenvolvimento da autonomia dos usuários.



Confira imagem(ns).