Quarta Feira, 12 de Dezembro de 2018
Ibema oferece cursos às áreas da educação e agricultura

A administração pública de Ibema integra as escolas da rede municipal de ensino ao conteúdo do projeto de lei complementar de número 12/2018.

 Administrador
 05/12/2018|23:38:03
 Agricultura

A administração pública de Ibema integra as escolas da rede municipal de ensino ao conteúdo do projeto de lei complementar de número 12/2018. Por meio dele, entra em vigor a Lei Lucas, que torna obrigatório aos estabelecimentos de ensino públicos e privados capacitar seus profissionais para atendimentos de primeiros-socorros.

O assunto foi tema de uma recente capacitação de equipes da educação de Ibema. A nova lei, aprovada em setembro pelo Senado, toma por base o apelo de Alessandra Begalli, mãe do menino Lucas Begalli Zamora, de Souza, de 10 anos, que faleceu em uma escola por asfixia mecânica (engasgamento) provocado por um pedaço de sanduíche.

A Lei Lucas quer evitar que situações parecidas voltem a ocorrer no ambiente escolar. “Quanto mais preparo os professores e colaboradores da área educacional tiverem, inclusive quanto a primeiros-socorros, melhor, porque situações de emergência poderão ser geridas com o devido conhecimento e medidas enquanto a equipe médica ou socorristas chegam ao local para o atendimento”, diz o prefeito Adelar Arrosi.

O texto da nova lei orienta que os cursos ou treinamentos sobre primeiros-socorros sejam realizados uma vez por ano, tanto para capacitação quanto para reciclagem dos conteúdos. “E, segundo o que determina a Lei Lucas, isso já começa a ser colocado em prática em Ibema”, diz o prefeito Adelar Arrosi, que tem a valorização da educação como um dos compromissos centrais de sua terceira gestão no município.
 
Segurança alimentar
Dias atrás, famílias de agricultores de Ibema participaram de uma capacitação sobre o aproveitamento da banana. O curso foi realizado em parceria da prefeitura, por meio da área da agricultura, e Instituto Emater. Quarenta e três pessoas receberam as informações sobre a versatilidade da fruta, de como ela pode ser empregada na fabricação de derivados e para fazer biomassa, que tem origem na polpa de bananas verdes cozidas.

A biomassa tem amido que, ao ser ingerido, melhora a imunidade, controla os níveis de colesterol, previne o diabetes e evita o acúmulo de gordura abdominal. A fruta, que é bastante comum em propriedades rurais de Ibema e região, pode ser empregada na fabricação de sorvete, patê, brigadeiro, tortas e sucos.