Terça Feira, 12 de Dezembro de 2017
Ibema cria método sugestivo, para avaliar políticos e valorizar votos.

Adelar Arrosi desde janeiro se dedica a outro projeto importante para o presente mas principalmente para o futuro de Ibema.

 Administrador
 04/12/2017|22:10:24
 Gabinete

O prefeito Adelar Arrosi (PSDB), além de colocar as finanças em dia e recuperar gradualmente a imagem do município, desde janeiro se dedica a outro projeto importante para o presente mas principalmente para o futuro de Ibema. Adelar Arrosi tem conversado longamente com moradores, líderes dos mais diversos setores organizados e com agricultores. A finalidade é colocar em prática um novo processo de relação da comunidade com candidatos a deputado estadual e federal. “Vamos adotar uma postura que, aos poucos, poderá contribuir para moralizar a política de baixo para cima”.

A proposta do prefeito, e que encontra repercussão e apoio nos mais variados estratos da população local, é de criar uma espécie de avaliação de desempenho e de envolvimento dos deputados com o município. “Não podemos permitir que pessoas que, sem contribuir com um único centavo ou com uma única emenda, repasse, convenio para o desenvolvimento local, apareça somente em época de campanha com promessas vazias”.

Em Ibema, conforme Adelar Arrosi, a proposta é abolir o velho e ultrapassado jeito de fazer política, que procura se sustentar em cabos eleitorais e no discurso agradável, elogioso e vazio. "Precisamos adotar a valorização do político pelo resultado apresentado" diz. O prefeito afirma: “Meu partido é Ibema. É trabalhar pelo crescimento e por mais qualidade de vida e oportunidades a todos que aqui moram”. Não é mais possível tolerar a ação de aventureiros, de pessoas sem qualquer ligação com o município e que, do nada, aparecem ou contratam emissários unicamente com o compromisso de obter votos para alcançar a realização de um projeto sem compromisso, meramente pessoal.

 

Estratégia

A estratégia elaborada pelo prefeito em sintonia com a comunidade é de monitorar a performance dos parlamentares segundo seu envolvimento com o município. “Vamos produzir material de campanha com os nomes dos deputados e colocar ao lado de cada o valor, a emenda ou o bem repassado ao município. E então, vamos apoiar aqueles que efetivamente cooperam com a liberação de recursos que se transformam em avanços para toda a nossa população”, diz Adelar Arrosi. O prefeito afirma também que vale apenas a liberação de recursos concretizados ou de obras em andamento até o dia 30 de maio de 2018.

Há expectativa, segundo anúncios feitos recentemente, de que vários deputados intermediários, liberem recursos ao município. Porém, isso precisa ser confirmado. “Não podemos aceitar promessas vazias, ou a liberação de obras fracionadas que, devido a problemas diversos, demorem muito mais para sair do papel, quando isso verdadeiramente ocorre, do que deveria”. Do governo estadual, desde o início de 2017 até agora, Ibema recebeu apenas uma viatura para a Polícia Militar. E do governo federal, no mesmo período, nem um único centavo em transferências indiretas foi enviado aos cofres da Prefeitura de Ibema. “Recebemos apenas recursos de transferências obrigatórias para áreas essenciais”, conforme Adelar Arrosi.

A parceria do prefeito, além de toda a comunidade, abrange os partidos da base do governo (PSDB, PSB, PSC, PDT e PSL) "e também os de oposição ao meu governo, mas que por certo não são oposição a Ibema, diz" e segue: “considero que dinheiro público não tem sigla partidária, porque ele é fundamental para promover avanços que melhorem a vida de todos. Sou prefeito de todos que moram em Ibema, sem nenhuma distinção. Por isso, meu compromisso é com eles”. Conforme ele, esse é um novo jeito de fazer política, já que os partidos viraram um mero formalizador de registros de candidatura. “As pessoas, muito mais que partidos, votam na história, na idoneidade e principalmente nos feitos práticos do representante político com o município. E é

justamente isso que vamos privilegiar e valorizar”, garante Adelar Arrosi.