Domingo, 15 de Julho de 2018
Ibema abre ano letivo 2018 com orientações aos Professores

Semana pedagógica marca a abertura oficial do ano letivo de 2018 da rede pública municipal de ensino de Ibema.

 Administrador
 29/01/2018|09:36:40
 Educação

Os temas com o professor, palestrante Antonio Carlos Baratter, que falou na primeira palestra sobre a espiritualidade e a importância da evolução pessoal.

Conforme Baratter, a espiritualidade é o fundamento central para dar significado à vida. “Todo ser humano morre, mas nem todo ser humano vive”, ressaltou ele, perguntando do que adianta o canto dos pássaros se a música não existir em mim. As pessoas, seguiu o professor, têm grande necessidade de preencher o vazio interior, que se perde no horizonte da existência.

“Abdicar do velho é permitir que o novo nasça. Armas velhas não vencem novas batalhas”, afirmou Baratter. A programação de palestras, voltada principalmente a professores, equipe pedagógica e profissionais que atuam em escolas da rede municipal de ensino, tratou ainda, sobre Menos ensino, mais aprendizagem, o sabor do saber.

Entre os questionamentos centrais da exposição estiveram por que a escola não trabalha a idéia de transformação, como fazer a criança pensar e deixar que a curiosidade possa voar e se os dogmas de um passado quieto são ultrapassados por um mundo atual e turbulento.

Os professores foram orientados de que a escola não precisa responder problemas, e sim buscar a arte de resolver problemas. A linha pedagógica central para o ensino contemporâneo deve ser incentivar o poder da imaginação e da curiosidade, que são fontes primeiras de idéias, projetos, pesquisas e inovação.

O mundo precisa cada vez mais, e a escola tem papel importante nesse contexto, de pessoas que internalizam que podem e que são capazes de vencer seus medos. Um dos desafios da escola é fazer com que o professor deixe de ensinar e ajude o aluno a apreender.

Para esta sexta-feira, as atividades serão desenvolvidas a partir das 8h e focarão A formação com a empresa sem fronteiras. Tratam-se de programas trabalhados com os professores e que, em seguida, contemplarão o planejamento docente para a disseminação aos alunos no laboratório de informática.

Já no dia 29, segunda-feira, professores da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) farão a devolução de avaliações aos professores das escolas municipais do ensino fundamental. O estudo tomou por base salas de terceiro e quarto anos, no ano letivo de 2017. As profissionais elencarão conteúdos dominados e os que devem ser trabalhados com os alunos para superar suas dificuldades na aprendizagem.

Já na terça e quarta-feira, dias 30 e 31 de janeiro, direção, coordenação pedagógica e professores participam de planejamento e plano de trabalho nos centros de educação infantil e escolas da rede municipal de ensino.

Outro questionamento que envolve a área da educação em Ibema é quanto à comparação de muitas famílias entre a escola publica e privada para matricular seus filhos. Em 2015 havia nove milhões de estudantes em colégios particulares no Brasil, ou 18,6% do total de matriculas da educação básica.

Por outro lado, conforme o prefeito Adelar Arrosi, há o compromisso do ensino publico de, gradualmente, incentivar e melhorar a qualidade do ensino oferecido em escolas da rede municipal. “Aqui, além dos conteúdos obrigatórios, nossa meta é formar cidadãos conscientes, responsáveis e participativos”.



Confira imagem(ns).